terça-feira, 3 de novembro de 2009

Ponto de vista


As vezes vemos as coisas pelo seu pior ângulo. Digo isso por causa do meu feriadão.

Eu ia viajar. Fazer aquele programa família. Crianças correndo e se estapeando por motivos fúteis. Mães discutindo qual filho é o mais comportado. Cervejinha pra uns. Coca light pra outros. E por aí vai...

Porém, contudo, entretanto, perdi um dia do feriadão fazendo prova de francês. (Merci
beaucoup mon Dieu!). Sendo assim, com um sábado a menos no meu currículo de feriadões, parti ao cair da noite.

Cheguei.

Tempo maravilhoso, os familiares sortudos que chegaram na sexta à noite estavam queimados de praia e completamente exaustos de tanta diversão. Pensei: Amanhã é a minha vez! (Déjàvú).

Como já estava tarde, mal cheguei e já estavam todos se arrumando pra dormir. A casa estava lotada.

Acabou o espaço dentro de casa.

Arruma-se, então, camas na garagem. (Isso, na garagem)

Ok, acabaram as camas.

Faz-se na garagem, então, uma enorme cama usando lençóis e edredons. Ok.

Acabou, agora, o espaço e as camas. A sorte é que só faltou uma pessoa pra dormir... Eu, obvio.

Daí, sem cama, lenço ou documento, fui pra varanda. (Sim, uma dessas varandas que quando você passa na rua consegue vê-la e até mesmo atirar objetos nela se quiser)

Dormi em um canto, em cima de almofadas. Como um cãozinho enrolado no jornal... Peraí! Não! O cãozinho da família também tinha uma caminha dentro de casa (É serio). Ok, pelo menos amanhã vou meter o pé na jaca.

Goteira.

Pois é, caiu uma tempestade. Meu domingo começou assim, meio assim. Agora imagine você, a pessoa sai pra viajar e acaba ali, dormindo na chuva depois de fazer prova e antes de perder todo o domingo em casa.

Ruim?

Olha, vou te dizer que não. Faria tudo de novo.


É legal a família ficar mais próxima. Tudo vira motivo pra piada. Isso é bacana.

Passar o dia jogando futebol na chuva e ouvindo legião urbana enquanto isso...

... Fantástico.

Aí a noite vem. E o
lha o que a noite tem. Tem conversa na varanda ao som de gun’s. O papo era sobre o Rock in Rio e minha dor de corno por não ter ido... Sim! A chuva arrasando lá fora e dentro da garagem o Rock comendo solto! Yeah!!!

Aí o domingo acabou, o sol apareceu, fomos à praia e a graça toda acabou.

Fim.




P.S.: Sobre o lance de dormir na varanda e perder o teto pra um cachorro. Então, to pensando em fugir de casa, alguém aí pra me abrigar?

6 comentários:

Pedro disse...

eu nao vou comentar, mas eu li! =D

Marazzo disse...

Caralho, a noite vem..hauhauhauhauahauha



Babaca é quem gosta de viajar com sol e conforto.

Bagulho é chuva, lama e Axe Rosa!

Marazzo disse...

Oi,

Cheguei ao seu blogue por meio de outros que leio. Li essa página inteira e estou passando aqui para dizer apenas que, além de ser um preconceituoso escroto, você também é muito desinteressante e escreve bem mal.

Tchau!
ANDRÉ

Marazzo disse...

Desculpe, isso tinha de ser lembrado. Minha barriga dói de tanto rir.

Beatrix Kiddo! disse...

Opa, olha o Caio fazendo gracinha com as coisas que acontecem no meu blog.

Pq vc nao foi dormir na rede????

.Beta. Lisianpeia disse...

"Peraí! Não! O cãozinho da família também tinha uma caminha dentro de casa (É serio)."
Hahahahhhaha...

Cara, seus parentes falam de Rock In Rio. Acho que aqui o pessoal nem sabe o que é isso..

PS: Boa Caio, boa.. Pena que o André ficou tímido.