segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Inicio




Ele estava naquele lugar pela primeira vez, estava um pouco nervoso e com os pés molhados. Sentou e esperou sua vez.

Alguns minutos se passaram e a um sinal sonoro seu numero apareceu na tela. Chegara sua vez. Levantou-se e andou até o guichê. Disse:

- Vim depositar esse dinheiro. Nesta conta.

E entregou a moça do guichê o dinheiro um papel com as informações. Ela praticamente o ignorou, contou o dinheiro e efetuou o deposito. Com o comprovante na mão ele se encaminhou para a saída.

Foi quando 3 homens de capuz entraram e rederam os guardas. Um deles caminhou até aquele guichê. A moça não pode ignorá-lo, ele estava armado. Ela nervosa deixou o dinheiro cair, ele alterado disparou duas vezes. Ela estava morta, os bandidos fugindo.

De onde ele estava pode ver tudo, mas não pode fazer nada.

O corpo dela estava no chão, envolto por sangue. O peito dele apertou. Ele não a ignorou, naquela noite ele chorou por ela.



Fim.

3 comentários:

Arth disse...

Se esse é o inicio, vejo que vai haver muitas mortes...

Pedro disse...

vê-se claramente que o Léo saiu ressentido do banco imaginando pq a moça bonita teria o ignorado

Marazzo disse...

Achei que na estória o Léo fosse um dos encapuzados.