sexta-feira, 4 de julho de 2008

Macho tem de ser macho até embaixo de outro macho!

Esses dias eu observei o tal “comportamento de macho”.
Queria narrar aqui algumas duvidas que vieram a mente, e algumas peculiaridades desse tão comum comportamento da juventude “masculina” atual.

Primeiro é claro neste comportamento o afeto e o carinho são sempre bem presentes, muito embora isso seja devidamente contido. É comum um macho tocar outro macho, não só em esportes como o jiu-jitsu (que já é super mal visto pela sociedade, mas que eu não tenho mas preconceito) porem na minha observação vi que a comparação entre os próprios vem sempre seguida de toques:

- Caralho! Olha teu braço! Ta maior, que vitamina é essa??! Aquela do Marquinho?
- Não irmão, essa é aquela que o Juninho falou.

Beleza, outra coisa que fica clara é a incoerência dos apelidos, na maioria das vezes é o nome do individuo no diminutivo. A incoerência é que o “macho” é sempre grande, pois eles cultuam sempre seus músculos acima de tudo (quase tudo, há também o futebol na grande maioria dos casos). Então imaginem Juninhos e Marquinhos grandes e fortes, apalpando os músculos um do outro, essa cena nojenta, ou melhor, carinhosa demonstra bem o contato entre esses seres que prezem suas amizades. (lindo né?!)

Falando nessa amizade bonita entre machos, vemos nitidamente que isso eles não desfaçam, é comum vermos atos de pura hombridade, como em uma festa, um grupo de machos, um deles leva um “toco” pois a menina em questão estava acompanhada:

- Que isso Luquinha?! Vai deixar por isso mesmo??!
- Não! Claro que não! Vamo matar aquele magrelo de pancada!

Luquinha, Marquinho, Juinho, Pedrinho e Tonhão (em um grupo de “machos” geralmente tem um bobão que faz tudo que os outros pedem, e muitas vezes, esse aprendiz de mentecapto, ou melhor, de Macho, tem o apelido no aumentativo, afinal ele é o menor e merece um apelido incoerente) se juntam e em um ato bonito de companheirismo agridem o tal magrelo até que ele fique inconsciente. Provando assim que machos sempre são companheiros.

Mas nem todo grupo de macho é violento assim, muitas vezes eles não partem pra briga com tanta facilidade. Há uma outra espécie de macho, que é mais “sensível”. Esse tipo, quando na mesma situação acima, simplesmente fica se insinuando para o magrelo, do tipo:

De longe todos de juntam e ficam olhando feio pro cara como quem diz:

- Ta fudido mermão! Ta achando que somos o que?! Se vier até aqui vai tomar porrada!

Na minha opinião, esse tipo de macho é o pior, o cérebro é quase do mesmo tamanho que o outro grupo de macho (de uma ervilha nos mais inteligentes). Porem a coragem é ainda menor. E tem mais, esses são o do futebol e o das namoradas. O outro grupo(o violento) não tem namorada, porque macho que é macho come todas e nenhuma mulher pode colocar coleira nele, (obviamente que a mamãe pode, mas ela é santa, não conta) e o único esporte que praticam são os violentos. Ja este grupo sensível é diferente, sempre estão namorando, traem mais que sei lá o que mas acham legal namorar.

Esses seres sensíveis, também cultuam seus músculos, adoram se abraçar uns os outros. Sempre namoram pra manter essa aparência sensível, afinal mulher é tudo fresca e assim eles podem se aproximar e pegar mais.

Esse é outro esporte dos machos, pegar mulher, quanto mais, melhor. Macho que é macho tem uma lista enorme de mulher que já pegou e faz questão de manter contato pra ter fonte pra arrumar mais. Além de cantar sua lista aos 4 ventos.

O futebol é bem presente na vida desses machoa também, é comum a questão: futebol ou minha namorada?! E obvio que a resposta é: a bola!
Isso é legal pra arrumar briga também:
Amigos machos e suas namoradas numa praça.
Aparece um bola de futebol.
As machos correm atrás dela e as fêmeas sozinhas acabam atacadas por outros machos (que não tinham uma bola), daí é simples, os que tinham a bola se ofendem, se juntam e... ficam se ameaçando chegando em muitos casos a violência.

Tem mais a ser dito, porem vou separar em tópicos e comparar aqui com vocês.

Mas queria que algum “macho” me respondesse como uma bola de futebol pode ser tão interessante a ponto de ser preferida a uma fêmea da espécie?!

2 comentários:

Vanessa disse...

hauhauhuaha ótima reflexão!
Também queria saber.. oq tem de tão especial numa bola..é redonda!
Mas mesmo assim esse tipo de macho é capaz de trocar uma mulher linda por ela.
Enquanto uma mulher.. se der ao luxo de ser redonda feito uma bola... ah! aí mesmo é que vai ser deixada as moscas!
Vai entender a cabeça desses homens?
Acho que tá faltando cérebro e masculinidade. Enquanto transborda brutalidade e idiotisse...

Arth disse...

meia hora só pra ler... ¬¬
Esses machos ai q ficam trocando fêmeas da msm especie por bola vou ti contar são td...
hauahuahauhauahhauhauahhauhaua