segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Domingo [parte1]

Festa da democracia!

Democracia pelo dicionário: Doutrina ou regime político baseado nos princípios da sabedoria popular e da distribuição equidistante do poder.

Democracia na pratica: hipocrisia.

Sabedoria popular? Onde o “popular” distribui sua sabedoria?!

Distribuição equidistante do poder?! (preciso estudar, não sei bem o que é equidistante)

Bom, pelo menos meu país ta indo bem...

Minha manhã de domingo foi destinada a ir votar.

Provavelmente todos tiveram uma votação parecida com a minha, as mesmas confusões, alguns enfrentaram fila e coisa e tal...

Algo interessante foi destacado pelo meu cérebro e achei interessante colocar aqui:

Alguém do TRE:
- Ei! A senhora esta com um bebe no colo, pode passar direto, não precisa ficar na fila.
Mulher com um bebe no colo:
- Ah! Tudo bem...
Um elemento de boné estava nitidamente irritado por estar na fila, a mulher com o bebe no colo estava na frente dele na fila. Indignado ele começou olhar ao redor até que:
- Eí! Me empresta esse bebê aí! Rapidinho

Incrivelmente a mulher que levava o bebê no colo e estava apenas esperando sua filha voltar da sua votação emprestou o bebe. E o pior! Ele levou o bebê, furou a fila e quando estava entrando para a votar:

- Pronto cara, devolve meu filho, tu já ta aí dentro mesmo...

- Opa! Toma, brigadão heim!? Valeu mesmo...

Só a titulo de informação eu não tive fila, só estava ali me divertindo vendo coisas desse tipo e esperando o Arthur votar.

7 comentários:

Marazzo disse...

e há quem diga que bebês não servem para nada. A democracia dá frutos à ansiedade social. Quem n gosta de votar? De fazer valer a sua idéia e sua vontade?
É totalmente aceitável furar fila com o bebê dos outros pra votar no politico que faz boca de urna em frente a zona eleitoral que lhe foi designada.

vote bem ou vote mal...vote!

equi= igual
distantes= distância ou diferença de posição entre dois ou mais pontos.

Pedro Porra disse...

caraca como nao pensei em bebês antes???

Marazzo disse...

À nivel cultural. Equidistante não leva mais trema. hahahaahahah

Marazzo disse...

perai...levava antes ?

Léo disse...

pqp ... quero que fique claro que a parte do equidistante foi ironia..

e tbm tive o cuidado de não deixa-lo com trema...

sim! como não pensei em bebes antes! Oh God!

Marazzo disse...

Se desse pra fecundar uma criança em poucas semanas, no segundo turno ia ganhar uma grana fácil com alugel de bebês.

foi ironia ?

Arth disse...

Eu não gostei nada..
foi a fila q eue stava q ele furou e eu ainda vi a mãe pedindo o filho de volta... ¬¬