sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

TENSÃO


Antes de mais nada, para aqueles que ainda não sabem, preciso contar novamente uma historinha sobre aquele popular veiculo de circulação vertical, vulgo elevador.

Eu trabalho no 19° pavimento de um edifício na barra da tijuca, RJ.

Do térreo até este pavimento há uma distancia considerável, que por ser vertical dificulta um pouco mais as coisas. Como já é habito no mundo moderno, para vencer esse tipo de distancia a humanidade adotou uma maquina (como sempre) pra fazer este "servicinho sujo".E no prédio em questão, existem 6 dessas maquinas, onde 3 funcionam entre o térreo e o 12°, e 3 funcionam nos pavimentos restantes.

Ok, até ai tudo bem. Porém das 6 maquinas, apenas 5 funcionam perfeitamente. Uma delas, justamente uma das que vai até a cobertura, apresenta problemas frequentemente. E não é um probleminha simples, como ficar quente, ou fazer barulho, ela simplesmente despenca. Sim. Ela cai. Você aperta um botão dizendo que quer ir até o térreo, e a maquina obedece. que sem limite de velocidade, ela vai em queda livre.

Este "acidente" já se repetiu 3 vezes, com inúmeras vitimas fatais

Pronto, feito este breve esclarecimento, posso concluir.



Hoje resolvi descer pra comprar chocolates (Que junto com café é um dos meus vícios favoritos). Fui até o hall de elevadores e apertei um botão. Nisso ouvi um elevador chegar (O que apresentava defeitos) mas não consegui saber se ele estava descendo ou subindo, afinal a luz que me da esse tipo de informação estava com defeito. A porta se abriu e um ser humanos saiu de la, agora o elevador estava completamente vazio e eu pensei "Ah! com certeza ele ta descendo".

Me ferrei.


O elevador subiu (comigo dentro) até a cobertura ( Mais ou menos 72metros de altura) la entraram mais 7 pessoas (Fique atento que somando minha curta e magra pessoa, já são 8). Essas pessoas conversavam alegremente.

Ai o elevador começou a descer (óbvio) e parou no 21° onde assustadoramente mais uma pequena MULTIDÃO (de pessoas grandes, se é que você me compreende) entrou e espremeu as 8 que ali já estavam. O blábláblá foi ainda maior.

Uma dessas pessoas disse:
- Caraca, ta cheio!

Outra disse:
- Calma, tem 16, ta no limite!

Nesse momento, uma pessoa que estava compactada junto a placa de limite de peso apontou pra placa e disse:

- Limite máximo de pessoas: 15.

Todos leram:

Limite máximo de pessoas: 15.


Todo mundo riu. Eu também ri, afinal estava de bom humor.

Até que um elemento disse (mais ou menos enquanto estávamos no 18° pavimento):

- Esse não é o elevador que cai?

Alguém gemeu:
- Eh.





Silêncio.

3 comentários:

Pedro disse...

como eu nunca soube desse elevador mlk?!

Beatrix Kiddo! disse...

GARGALHANDO DESSE POST! You've out done yourself, juro!

lisianpeia disse...

HAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH...
Cacete!

O.o.