segunda-feira, 29 de setembro de 2008

A fuga: Parte 1

O som de uma arma sendo engatilhada na total escuridão fria em algum lugar fechado.

- Vai dizer o que sabe?

Uma voz fria, cruel e que obviamente pertencia alguém que não pensaria duas vezes antes de apertar o gatilho.

- Não posso... (cof) ... e você já sabe disso, então porque não aperta logo esta merda e acaba com essa palhaçada!

Sem demonstrar nenhuma emoção e voz continua:

- A morte é algo nobre pra você? Ou tudo isso é pra tentar parecer corajoso?

Naquela escuridão ouvia-se sons de socos e como a voz não demonstrava nenhuma mudança ficou claro que havia mais alguém naquela sala.

- PORQUE ISSO TUDO??! ME MATA!

- Mantenha a compostura, odeio lidar com criancinhas choronas...

- Ótimo, vamos conversar. O que acha da crise do Uzbequistão?

- Isso, muito melhor. Acho que ela é fruto da imprudência do povo, as vezes matar fome não é a solução, prefiro educação. Olha, agora eu vou cortar um dedo seu, ok?! Quero adiantar isso, talvez com dor você fale logo...

- Talvez, pelo menos pode me dar um cigAAAAAAA!! ..uff! ...

- Dói né?!

- Só ...uff... um pouquinho... urgh.. um cigarro?

- Não, essa merda mata e faz mal pro meu pulmão...

Mais socos...

- Precisa de mais socos?

- ...

Tiros foram disparados

- Tem razão, não precisa mais...

- Porra! Tinha que matar ele aqui?! Daqui a pouco vai feder!

- Antes de feder você vai dizer eu vou matar você também, relaxa... e eu não matei ele, matei ela...

- QUE? ERA MULHER??! EU ESTAVA APANHANDO DE UMA MULHER??! HAUAUAHAHA!

- Pois é... e dizem que elas são frágeis...

- Frágeis?! Essa raça é capaz de causar mais danos a humanidade do que 10 bombas atômicas!

- Hahaha! Quer saber?! Tu tem razão...

- Eu sei, tenho uma ex-mulher...

- Serio?!

- Infelizmente...

- Nossa... agora eu to com pena de você...

- Pois é... e tu ainda acha que eu vou falar alguma coisa!? Prefiro ficar aqui, sendo torturado, sofro bem menos...

- Que bom, gostei de você. Vou te fazer um favor e deixá-lo aqui. Agora vo tirar um pedaço da tua língua, ok?!

- Da língua?! Pô cara, a lingua não! O papo ta bom, faz tempo que não falo mal da minha ex... quebra essa, tira uma orelha...

- ... ta bom... qual?

-A esquerda....

3 comentários:

Arth disse...

"A fuga" da ex-mulher?!
hauahuahauhauhaua
mt bom... \o/!!

Pedro disse...

dps disso ele passou a pintar lindissimos quadros...

e o mundo conheceu Van Gogh!

Marazzo disse...

(deitada ao meu lado, sim. Era fogo e paixão.)

Achei meio confuso no fim..Mas no geral foi bom.

Bom..pq de hilário mesmo, apenas a mudança de ritmo que a história toma a partir do momento que os caras começam a conversar numa boa.

Bonequinho de pé: aplaude.